Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

justbymartawahnon

justbymartawahnon

W Day

 
 
Sinceramente para mim, o nosso dia, são todos os dias do ano! A mulher é um “animal” único, sobrevivente, com uma força inabalável, há momentos onde somos surpreendidas por nós próprias e temos a capacidade de fazer milagres com o pouco que às vezes temos e por vezes, fazer render até onde nem nós sabíamos ser possível!
 
A mulher por natureza, é um ser que feito para procriar, ter filhos, segundo as nossas mães, serem donas de casa (tão queridas!) organizarem a vida do marido (quando são casadas ou juntas) e acrescento eu já agora, serem felizes e escolherem o seu rumo!
 
Podemos ou não ter filhos, uma decisão pessoal, não deveríamos ter a necessidade de justificar perante a sociedade e aguardar o mesmo comportamento face ao homem. Somos casadas ou solteiras por opção, já pensaram nisso? Sim, ser solteira por convicção, como forma de estar, qual é o problema, não o sou no momento porque acredito sinceramente ter encontrado ao que chamam a “cara-metade”, “alma gémea”, seja o nome que queiram dar, só posso dizer que sei, sinto, he’s the one you know, aquela intuition feminina que só nós temos o dom de sentir, exacto, mais uma vantagem ter nascido Mulher! :)
 
Mas voltando atrás e não querendo parecer feminista nem nada parecido, apenas acredito que somos uma “figura” de peso na Humanidade e não deveríamos precisar de nos justificar, só a nossa existência, fala por nós!
 
Somos solteiras ou até gays assumidas!
 
Duas situações distintas mas não as juntei ao acaso, porque infelizmente é esta ilação que muitas pessoas ressabiadas ou mal resolvidas fazem ao ver uma mulher sempre sozinha ou acompanhada só com amigas ou até amigos, e então?!? Prejudicam por acaso a vida, a sua imagem, é menos feliz por isso? E ela?!? Não pensa nela? Porque essa pessoa, essa Mulher, tem poder de decisão e se quer estar sozinha, terá por certo as suas razões, seja para um curto ou longo período de tempo, não importa, há que respeitar o espaço, o momento e as decisões de cada um!
Ela tem uma namorada, quem sabe, sua futura mulher. Ai meu Deus que escândalo!
Please!!!!
Na geração dos nossos avós, até pais pode-se aceitar e compreender que tenham esse preconceito, uma vez que foram educados de uma forma totalmente oposta, agora pessoas actuais, informadas, contemporâneas, viajadas… No excuse!
 
Não sou hipócrita e aqui falo como Mãe, não iria adorar se daqui a uns anos (se for o caso já não serão muitos) a minha filha chegasse a casa e dissesse que tinha algo a revelar.
Seria um choque, não nego e não vou dizer qual seria a minha reacção porque acredito que há coisas que só no momento é que sabemos como lidar com elas e esta seria sem duvida uma delas mas uma coisa posso-lhe garantir; ficaria muito mais triste se me dissesse que iria ser freira, aí sim, acho que se desconfiasse, seria melhor começar a planear a minha reacção porque mesmo com treino não iria sair nada bem mas no fim aceitaria, afinal de contas e para tudo, é e será sempre a minha princesa, no matter what.
 
Esta semana fui almoçar com uma amiga muito querida que já não não nos víamos há um bom tempo mas a amizade não se cobra, sente-se, de forma que conversámos como se estivéssemos estado juntas 1 semana antes e uma das coisas que falámos foi precisamente a simplicidade das coisas e o valor que elas têm, a forma como damos tudo por garantido, não é por mal, apenas porque actualmente com a vida a correr não temos tempo de parar e olhar em redor e ver por exemplo o bom que é almoçar numa esplanada e mesmo que fosse apenas tomar um café, estávamos tão bem, a sentir o calor do sol, o cheiro da água do rio, sentir a brisa primaveril atrevida a anunciar a sua chegada e com o stress diário, tudo isto está a nossa frente e nós simplesmente não vimos…
 
Tudo isto para dizer só uma coisa meninas, a Vida é curta, tenha você 18/30 ou 50 anos, o tempo é sempre pouco quando pensamos em tudo o que gostaríamos de fazer, por isso, vamos aproveitar o que temos, quem somos e tirar o melhor proveito disso.
 
A Vida é nossa e melhor que ninguém, sabemos onde e porque erramos (o que escondemos até de nós próprias para evitar pensar nisso), o que queremos e não queremos da nossa Vida e acima de tudo, quem somos – Uma Grande Mulher!
Be proud of yourself!
Love,

 

Marta