Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

justbymartawahnon

justbymartawahnon

Because sometimes it feels good to think outside The Box

"Life's like a Box of chocolates, you never know what you gonna get"

Mentira. Por vários anos acreditei neste lema do filme Forrest Gump, interpretado por Tom Hanks. Não sei se o aproximar dos 40 anos faz-nos reflectir, olhar a vida sob outra perspectiva ou até mesmo por alguns episódios menos felizes que tropeçaram na nossa vida, a verdade é que talvez seja a soma de tudo isso, que me faz pensar em tudo e em nada, querer de repente saber tudo e em simultâneo colocar igualmente tudo em causa e porquê? Porque a Vida é e pode ser aquilo que nós queremos, claro que iremos ser sempre surpreendidos quer com surpresas quer com obstáculos mas é com o nosso carácter e vontade que iremos decidir qual o caminho a tomar.

Gosto de sonhar e verdade mas quem não gosta, já tive muito mais tempo para isso, também já tive a altura que esses sonhos seriam possíveis achivments mas com o passar dos anos, as coisas vão-se moldando e não devemos culpar nada nem ninguém porque aqui não há culpas mas sim opções. Opções e prioridades.

A vida é simples e nós "as vezes" complicamos.

De certa forma. Confesso, nunca gostei muito desta frase, sempre a vi um pouco como aquela, "tenha calma, o tempo cura tudo, ou, nada como um dia depois do outro", sinceramente ouvir isso para quem acaba de se separar ou pior, perder um familiar, tira-me do sério, juro, ainda bem que as vezes que ouvi nao eram comigo e mesmo assim já me senti tentada a descer do salto!
Aqui trata-se apenas de uma questão de sensibilidade, porque face à primeira expressão, "A vida é simples e nós complicamos", ao constatar friamente podemos facilmente entender que separações, percas, desilusões, tudo isso faz parte do "pacote" Vida. Não podemos e esquecer que nesse mesmo "pacote", existe outro livro de ingredientes como ganhos, felicidade, amor, saúde, personalidade, amizade, carácter, humildade e se virmos bem, acredite, os ingredientes bons da Vida prevalecem os maus, assim, como nos filmes sendo que a realidade supera sempre a ficção e mais uma vez, prova que a Vida sai a ganhar!

Acredito muito na força do ser humano, todos nós somos uma força da natureza, uns mais vincados que outros mas o espírito de sobrevivência é para mim algo tão natural como respirar. O Homem nasceu para vencer, no entanto, consegue errar logo no início quando define os seus objectivos muito além das suas capacidades. Nós podemos tudo, nascemos habilitados para seguir os nossos sonhos, concretiza-los, torná-los realidade, viver para e com eles, mas para isso e necessário sermos absolutamente focados.
Por exemplo aqueles que nascem com um dom, um Pavaroti, uma Isabel Allende, um Michelangelo, uma Serena Williams, podem não ter traçado o seu caminho logo desde o início das suas vidas mas o seu dom um dia iria falar mais alto e iria ao seu encontro. Depois há aqueles que tem jeito para de tudo um pouco mas não são realmente óptimos em nada! It sucks! Fazemos diversas coisas, procuramos ser melhores, passamos de uma para outra somos avaliados, sim, ok, esta satisfatório segue mas.... Segue? Satisfatório? E aqui surgem aquelas perguntas que quando ouvimos reviramos os olhos ou olhamos de lado quando alguém diz (e nós pensamos o mesmo em silêncio) o que é eu estou cá a fazer? Porque é que não sou nenhuma "Dra House", não nasci com a voz da Tina Turner ou porque é que a minha vida é só assim... Mais do mesmo, "satisfatória"....

Qual será o verdadeiro objectivo da minha vida na Terra? Não pretendo ser nenhuma Margaret Thatcher mas acredito que todos nós temos uma missão, um objectivo e as vezes não sei se e por ver a vida ser demasiado "normal" que me pergunto se realmente estarei a "cumprir" o meu papel?...

A vida é um desafio diário, é quase como um jogo e um jogo o que é? Não mais que uma brincadeira e uma brincadeira é algo divertido e simples só temos e que aprender a jogar!
 
Love,

 

Marta