Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

justbymartawahnon

justbymartawahnon

"Just" try and ... Do it!

"Just" try and ... Do it!

 

A minha filha tem apenas uma festa por ano no colégio, para grande sorte a minha e como hábito, recebemos sempre aquelas cartas onde nos dizem qual a vestimenta e aquilo que temos que comprar.

 

Recebi a carta em Março e como típica "tuga" só uma semana antes da festa é que fui à procura dos materias para construir, ou melhor, fazer/cozer aquilo que me pediram. Asas de Gaivota! Caso para perguntar se não havia nada mais estranho!?! A minha filha pensou o mesmo, pois nao estava mesmo nada feliz com a sua fatiota, enquanto umas iam de espanhola, brasileiras e afins ela... um pássaro e não era propriamente um papagaio, uma ave muito colorida ou algo do género mas apenas uma gaivota!

 

Oh céus e quando caí em mim, ainda mais stressada fiquei pois prometi-lhe que iria adorar, porque a mãe iria fazer as asas mais giras que ela alguma vez tinha visto! (Ambiciosa para quem nunca cozeu mais que um simples bordado ou par de meias furadas!...)

 

Teve que ser e assim, numa manhã, fiz a lista fui comprar tecidos, caixa de costura tinha em casa, lembrei-me de passar pelos chineses para procurar uns adereços que ja estava a congeminar, et voilá, quando cheguei a casa já tinha e aqui é caso para dizer "tecidos" na manga para dar e vender!

 

 

A verdade é que entusiasmei-me e à noite, enquanto cozia, vi que faltava tecido, porque estas asas tinham certas regras e uma delas era o facto de serem forradas do lado interior, por isso, nada como respirar fundo e no dia seguinte comprar mais tecido e continuar a saga!

 

Sabe se algum dia eu visse as asas já feitas e se alguem me dissesse que tinha sido trabalho meu, jamais acreditaria é que nem de perto nem de longe, não acreditava e ponto! Quanto muito perguntaria a quem tinha encomendado!

Não é que tenha ficado alguma "master peace", para a maioria claro que não mas para mim que sempre usei as poucas agulhas que tenho como alfinetes para marcar bainhas ou algo parecido, sinto que foi um grande passo e estou feliz por ter-me comprometido e ter ido até ao fim! Tive que levar as ditas asas até ao Algarve para terminar mas nem isso foi obstáculo ou desculpa para terminar a correr ou passar para terceiros.

 

Chegou o dia da festa e a minha princesa era uma gaivota, no mínimo, original!

 

 

 

 

 

Acho que a minha princesa gaivota ficou feliz e no colégio ainda a ouvi a dizer algumas vezes "foi a minha mãe, não comprou, foi ela que fez!" :)

 

 

 

 

Atreva-se, acredite, tente e repita se for preciso mas não desista, porque vai conseguir fazer aquilo que anda há meses ou mesmo há anos para experimentar!

 

Surpreenda-se!

 

Love,

Marta